Mar verde-e-rosa

Este CD tem doze viciantes sambas de Cartola

Tive, sim
Outro grande amor antes do teu
Tive, sim
O que ela sonhava eram os meus sonhos e assim
Íamos vivendo em paz
Nosso lar, em nosso lar sempre houve alegria
Eu vivia tão contente
Como contente ao teu lado estou

Me dou conta de uma feliz coincidência ao ouvir aqui em casa estes versos tão lindos do Cartola, e que agora, para mim, soam ainda mais belos. Aquela beleza misturada com a tristeza de uma terceira pessoa, um fantasma, a invadir a terna circunferência de um lar, uma relação a dois. Aquilo que, se já não vivemos, ainda viveremos. 

A coincidência, que acabo de perceber, é que tenho o Cartola estampado no peito da minha camiseta verde e rosa justamente hoje, que descobri que esta música, Tive sim, salvou o compositor de um mar de dívidas com a falência do Zicartola, casa de samba de propriedade do pai da estação verde-e-rosa.

Não houve mar de rosas para o poeta dos óculos escuros. Apenas o perfume de rosas silenciosas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s